No último final de semana, 03 de fevereiro 2018, na Matriz Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, aconteceu a Assembleia Paroquial 2017, coordenada pelo pároco Padre Anderson Gomes e demais colaboradores.

O encontro contou com a presença de mais de 300 participantes das 3 comunidades, coordenadores das pastorais e movimentos da paróquia. Além de toda Prestação de Contas do ano de 2017, tivemos a oportunidade de estudar os documentos 105, 106 e 107 da CNBB e conhecer a programação do Jubileu de 60 anos da Arquidiocese de Vitória.

A Assembleia teve início com oração por todas as Pastorais e Movimentos, em seguida Padre Anderson apresentou a programação que teve início com a palestra de Amelinha da Comunidade Católica Epifania, que veio nos fazer refletir a luz do documento 105, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), com o tema: “CRISTÃOS LEIGOS E LEIGAS NA IGREJA. SAL DA TERRA E LUZ DO MUNDO (Mt 5, 13-14)”.

A Segunda palestra foi realizada pelo Ecônomo da Arquidiocese de Vitória, o Administrador, Sérgio Murilo Lopes, que apresentou os desafios do documento 106 da CNBB, que traz o tema: “O DÍZIMO NA COMUNIDADE DE FÉ: ORIENTAÇÕES E PROPOSTAS”. O princípio da doação, na perspectiva eclesial, é intrinsicamente ligado à vida cristã, é “compromisso de fé”. Afim de fortalecer o entendimento acerca do ato do dízimo. A palestra, apresentou um conjunto de orientações e esclarecimentos que norteiam um discurso coerente sobre a prática de ser um dizimista consciente, mostrando com clareza onde são aplicadas as arrecadações que se transformam em caridade e ajuda a igreja e aos necessitados.

A terceira palestra, apresentada pelo Pároco Padre Anderson Gomes, trouxe a reflexão do documento 107 da CNBB, que traz o tema: “INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ: ITINERÁRIO PARA FORMAR DISCÍPULOS MISSIONÁRIOS”, a partir das reflexões que os Bispos do Brasil fizeram, durante a 55ª Assembleia Geral da CNBB.

No estudo deste documento, pudemos entender o itinerário a ser seguido para formar discípulos missionários e transformar as comunidades, e consequentemente a Igreja, “Casa da Iniciação Cristã”. É a comunidade cristã que gera o testemunho de vivência do Evangelho e do seguimento fiel de Cristo; É na comunidade cristã que se dá o anúncio da Palavra e que jorra a prática da caridade; É da comunidade cristã que parte a ação missionária de ir ao encontro dos irmãos e irmãs afastados.

Padre Anderson lançou desafio os Cristãos leigos e leigas de nossas comunidades a ir ao encontro do povo sedento e dar suporte as famílias que perdem seus entes queridos. Buscar maior engajamento para “Ano do Laicato”. que traz o tema: “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino” e o lema: “Sal da Terra e Luz do Mundo”, Mt 5,13-14.

Professor Humberto membro do CAP foi quem foi incumbido de realizar a prestação de contas para toda assembleia, mostrando o detalhamento do exercício de 2017, das Comunidades Santa Luzia, Santo Antônio, Matriz Perpétuo Socorro, Fundo Paroquial e Obra de Ampliação da Comunidade Santo Antônio.