Como aproveitar a estação mais quente do ano em Vila Velha

O verão chegou e as temperaturas não param de subir. Janeiro, época de férias, é um período em que o sol, além de bem vindo, é um grande aliado daqueles que querem tirar o melhor proveito possível de cada momento. O horário de verão, que permite aproveitar a luminosidade do dia até mais tarde, é um convite a explorar tudo o que a estação tem a oferecer.

Com belas praias, Vila Velha é um destino bastante procurado por turistas nesta época do ano. Pensando nisso, a equipe da revista Panorama saiu em busca de alguns dos melhores passeios e atividades que podem ser feitos na região, com opções para todos os gostos e idades. Confira a seleção de programas e monte o seu roteiro!

Praia da Costa

Uma das praias mais famosas de todo o Espírito Santo, ela é o xodó dos capixabas, mas também de mineiros e cariocas que vêm a Vila Velha. As águas verdes cristalinas emolduram a areia dourada e realçam ainda mais a beleza natural da Pedra da Sereia e do Morro do Moreno. São 5 Km de praia e de calçadão com ciclovia, que todas as manhãs ficam cheios de famílias e praticantes de esportes, como vôlei, frescobol ou futebol de areia. O ambiente é familiar e tem atrativo para todas as idades e gostos!

Feira de Artesanato e Comidas

No verão, antes mesmo do pôr do sol, as barracas começam a ser montadas na Curva da Sereia para a tradicional feirinha do calçadão da Praia da Costa. Por volta das 18h, quando os quitutes estão a todo vapor, é impossível passar por ali e não se encantar pela mistura de cores, aromas e conversas – com todos os sotaques. A feira é uma tradição em Vila Velha, há mais de 30 anos, e atrai uma clientela fiel formada por moradores da cidade e de outros municípios da Grande Vitória, além dos turistas, é claro. O local abriga cerca de 20 barracas com comidas variadas e artesanato e preços que cabem em todos os bolsos.

Farol de Santa Luzia

Após 10 anos fechado, o local foi reaberto à visitação em novembro de 2016. Quem quiser desfrutar da bela vista área onde está o farol e conhecer a estrutura externa pode ir até lá de terça a domingo, com entrada das 9h às 16h30, gratuitamente. Somente são permitidos grupos de até 25 pessoas por vez na visitação, com tempo de permanência máximo de 20 minutos. O Farol de Santa Luzia foi erguido em 1870, tem 17 metros de altura e alcance de 32 milhas marítimas. Suas lâmpadas servem de orientação para os portos de Vitória, Vila velha e Tubarão.

Passeio de Escuna

Que tal olhar para Vila Velha de outro ângulo? Sobre o balanço do mar tudo o que se estende diante dos olhos transforma-se em um retrato do que a natureza tem de melhor a oferecer,desde o azul do céu, passando pelas ilhas ao redor e a visita inesperada de animais marinhos, até a faixa de areia, colorida pelo vai e vem de pessoas, e envolta pela grandeza dos prédios ao fundo. Tudo isso pode ser apreciado nos tradicionais passeios de escuna. As saídas acontecem do Píer de Iemanjá, na Praia de Camburí, em Vitória. Os passeios acontecem todos os dias,com saídas às 10h e às 15 horas. Com duração de três horas, eles custam R$ 60 para adultos e R$ 30 para crianças de 4 a 10 anos. O roteiro percorre pontos como Ilha do Boi e do Frade; Terceira Ponte; Forte São João; Ponte Florentino Avidos, Pedrado Penedo, Convento da Penha e Forte Piratininga.

Esportes Aquáticos

O calor do sol de verão é um convite à prática de esportes aquáticos. O mar calmo da Praia da Costa é um ingrediente a mais para quem quer aliar diversão e atividade física. Em alguns pontos da orla é possível encontrar pontos de aluguel de pranchas para a prática de Stand UpPaddle (SUP), caiaques e até mesmo de canoa havaiana. Na faixa de areia próximo ao Clube Libanês, nas imediações da rua Gastão Roubach há uma tenda que oferece esse serviço. Durante o verão, ela funcionará de quarta a domingo, das 7 às 15 horas, dependendo das condições do tempo. O aluguel das pranchas custa R$50 para uma hora de uso e R$ 30 para meia hora. Já as aulas de SUP com instrutor custam R$ 80. Também são combinados passeio sem outros lugares, como Rio Jucú e o Canal de Vitória.

Se a opção for praticar uma atividade em grupo, a indicação é mesmo a canoa havaiana. Na Praia da Costa, há aulas e aluguel próximo à Curva da Sereia. As aulas acontecem de segunda a sexta-feira, das 5h às 9h e a noite das 19h às 20h30. Os valores dependem da frequência dos encontros. Para três vezes por semana o preço é R$ 150 mensais e duas vezes por semana R$ 120 mensal.

Morro do Moreno

A Praia da Costa é um dos destinos procurados por quem é apaixonado por mar. Mas, além das belas praias,não faltam opções de lazer para aproveitar os dias quentes. Para os apaixonados por adrenalina, uma boa indicação os esportes radicais no Morro do Moreno. Trilha, rapel, tirolesa e voo de parapente são algumas das atividades que podem ser praticadas no lugar, que é um dos cartões postais da cidade.

Tirolesa

Além da aventura, uma vista privilegiada de vários cartões postais da Grande Vitória pode ser apreciada por quem escolhe a tirolesa do Morro do Moreno. A descida, que tem 110 metros de comprimento numa altura de 180 metros, tem início no Bico da Chaleira com destino à Testa da Macaca e leva cerca de 15 segundos, que prometem tirar o fôlego dos aventureiros. O equipamento funciona das 9h às 16h. O preço da diversão fica em R$ 40 e o ingresso é vendido na subida do Morro.

Rapel

Emoção e adrenalina. Essas são as sensações à disposição daqueles que fazem a opção pela prática do rapel. O esporte consiste em descer grandes alturas com o auxílio de uma corda e equipamentos de segurança.É uma oportunidade de estarem contato com a natureza e em um ponto turístico, além de conhecer pessoas por meio da prática do esporte. O valor do ingresso por pessoa é R$ 40, também vendido na subida do Moreno.

Trilha

Para os menos radicais, a trilha do Morro do Moreno é uma ótima opção. A entrada para fica do lado direito, no início da estrada para carros. A trilha possui muitas bifurcações e é necessário estar com alguém que conheça bem o caminho para evitar se perder. O trecho é moderado, com pouco mais de 2 km de caminhada, a maior parte é constituída de subida, em mata fechada. Quase chegando ao topo existem dois pontos com visual aberto; no primeiro é possível ver a parte sul de Vila Velha, com a Praia de Itaparica, parte da Praia da Costa, centro e o Convento da Penha. No segundo ponto, pode-se observar o Convento da Penha de outro ângulo e a ilha de Vitória e, ao fundo, o município de Serra, com o imponente morro do Mestre Álvaro.

Voo panorâmico

Outra opção para aqueles que gostam de admirar as paisagens vistas de cima é o voo panorâmico realizado pelo Aeroclube do Espírito Santo. Com 20 a 25 minutos de duração, ele sobrevoa as praias da Costa, Itaparica e Itapuã, Convento da Penha, Terceira Ponte, além da baía de Vitória. O valor é R$ 324 e podem voar até três passageiros.