Estão abertas as inscrições para aqueles que desejam participar da ação social que assiste a comunidades ribeirinhas da Amazônia

A ação missionária Laguna Negra, da Arquidiocese de Vitória, já está recebendo inscrições de interessados em atuar como voluntários no Barco Hospital, na missão em Lábrea, igreja irmã da Arquidiocese, localizada na região centro-sul ocidental do estado do Amazonas. Os interessados devem se inscrever no site da Comunidade Católica Epifania.

A missão precisa de profissionais voluntários nas áreas da saúde, principalmente médicos, dentistas e enfermeiros. Mas também há a necessidade de pessoas que se disponibilizem a trabalhar na cozinha, na limpeza, na evangelização e na recreação das crianças das comunidades ribeirinhas que compreendem os quatro municípios da Prelazia (Lábrea, Canutama, Tapauá e Pauini).

Ao todo, a expedição se divide em quatro períodos de 15 dias cada, sendo que o primeiro tem início no próximo dia 13 de maio. Os voluntários poderão escolher o período no qual desejam e podem atuar no momento da inscrição. As atividades missionárias terminam no dia 31 de julho.

Os atendimentos diários começam às 8 horas e terminam às 17 horas. No final de cada dia é realizado um momento de celebração pelos voluntários da evangelização ou uma missa, celebrada por padres que participam da missão.A partir da segunda quinzena de janeiro começa a campanha para arrecadação de medicamentos e material odontológico para a missão.

Prêmio

O projeto Barco Hospital Laguna Negra, iniciativa missionária da Arquidiocese de Vitória, foi o vencedor da categoria Ação Social do Prêmio Brasil 2016, promovido pela Câmara de Comércio Brasil-Espanha. A premiação foi realizada em Madrid.

Iniciativa

A Missão Laguna Negra nasceu da parceria da fundadora da Comunidade Epifania, Doris Pereira de Almeida e do apoio do bispo-emérito da prelazia de Lábrea, Dom Jesus Moraza. Ela conta que D. Jesus acolheu a proposta com certo ceticismo;contudo, em viagem de férias para sua cidade natal, na Espanha, conheceu o médico Manuel Gimeno, que estava disposto a doar justamente de um Barco Hospital equipado com consultórios médico e odontológico. Assim,percebeu que o projeto era vontade de Deus. Desde então, nos meses de abril, maio e junho, são realizadas missões pelo rio Purus.Por onde passa, além dos atendimentos na área da saúde, o Barco Hospital leva orações e a Palavra de Deus.

A região tem mais de 230 mil Km² e uma população de 81 mil habitantes, a maioria católica. A prelazia tem quatro paróquias: Lábrea, Tapauá, Canutama e Pauiní. Conta com dois sacerdotes seculares residentes, oito sacerdotes agostinianos recoletos, seis irmãos maristas e dez religiosas. A Ordem de Agostinianos Recoletos recebeu a missão de atuar na região desde 1922. A Igreja Irmã de Vitória (ES), desde 1972 ajuda financeiramente e em pessoal.