Neste mês realizamos mais uma edição das Missões Populares. Em cada uma das cerca de 1440 residências visitadas, as mais de 300 duplas missionárias certamente encontraram uma história diferente. Um ponto comum entre algumas: a pressa. Uma angústia de que as coisas se resolvam logo e que os pedidos feitos sejam atendidos.

A velocidade com que as coisas acontecem na nossa vida cotidiana tem feito com que busquemos isso também nas obras de Deus. Nos atendimentos de confissão e aconselhamento é comum ouvir: “padre, eu oro, oro, oro e nada acontece. Parece que Deus não me escuta!”. Vemos a graça acontecendo para outros e temos dúvidas de que Deus está nos ouvindo.

Se Ele nos escuta, por que demora a agir? Jesus sempre falou da necessidade de rezar sempre e nunca desistir. Ao ser pregado na cruz de braços abertos, Cristo nos dá uma lição: entrega, doação, persistência, ir até o fim. Mesmo sentindo-se abandonado e que suas orações não eram escutadas (Meus Deus, meu Deus, por que me abandonastes?), permaneceu firme.

Enfrentamos muitas lutas no nosso dia a dia. Se oramos e perseveramos naquilo em que cremos, venceremos nossas batalhas. Embora só precisemos pedir algo a Deus uma única vez, ele nos pede que perseveremos. Por que? Para que, nesse período, a raiva e a revolta não entrem em nossos corações. Deus tem um tempo para agir e curar. Somos lentos no nosso agir, demoramos a perdoar, mas exigimos que Deus nos atenda rapidamente.

O nome de Deus é amor e o amor é paciente. Deus não demora a nos atender, Ele está sendo paciente. Ele não dorme e espera pacientemente nossa conversão. Será que a velocidade produz em nós o efeito desejado? Quantas vezes, tomados pela emoção, não agimos errado? A velocidade nem sempre é amiga da bondade.

Persista e permaneça orando. Enquanto pedimos, Deus age e transforma nossos corações. Enquanto pedimos, reforçamos que cremos no poder de Deus em nossas vidas. Persista na oração, pois Deus lhe ouve. Quando o filho do homem vier, será que Ele vai nos encontrar esperando ou já teremos partido? Será que nosso tempo é melhor que o tempo de Deus? Eu prefiro as demoras que Deus, à velocidade do ser humano. E você?